5 Dicas de Como Sair das Dívidas

Não sabe como sair das dívidas e isto está tirando o seu sono e qualidade de vida? Dormir preocupado pensando no nome sujo e em todas as pessoas ou instituições para as quais está devendo não é saudável.

Confesso que eu desde cedo sempre tive o desejo e ambição de ter uma vida próspera, sobretudo por ter vivido uma infância e juventude de muitas limitações financeiras.

Entretanto, apesar de ter estado “ciente” de que para não cair em dívidas, é preciso apenas seguir a tradicional regra de “não gastar mais do que ganha, nem gastar o que não tem”, na prática era tudo muito diferente.

Muito depois, eu entendi que eu detinha uma mentalidade muito limitante e frágil na qual me tornava “míope” a diferentes aspectos importantes na vida, inclusive à necessidade de aplicar princípios básicos de educação financeira.

O que quero dizer é que eu mesmo sendo “esclarecido” sobre a regra tradicional acima, eu a ignorava completamente. E como resultado a está infeliz omissão, eu acabava caindo em armadilhas financeiras e, consequentemente, mergulhando em verdadeiramente indesejadas dívidas.

Isso pode ser uma realidade bem parecida para muitas pessoas, inclusive para você. Afinal, segundo o Serasa Experian, o Brasil bateu recorde de endividados e inadimplentes no começo deste ano, 2023.

Mas caso esta seja realmente a sua realidade hoje, você tem o poder de decidir e escolher em mudá-la. Não aceite-a como definitiva… Decida e aja em direção de mudá-la o quanto antes em favor da sua prosperidade – Assim eu fiz no passado, e você também pode fazer. Não perca mais tempo!

Para te ajuda neste sentido, eu selecionei para você algumas dicas de como sair das dívidas para que você recupere sua qualidade de vida e possa ter seu nome limpo na praça novamente. Te explico mais em detalhes a seguir.

5 Passos para sair das dívidas definitivamente

Nós listamos passos que são fundamentais para sair das dívidas, visando que você realmente consiga implementar e organizar sua vida financeira de uma vez por todas. Confira quais são eles:

1.     Encare o problema de frente

Tudo começa pela identificação do tamanho do problema. É perfeitamente natural e compreensível que, a pessoa sabendo que está muito endividada pare de olhar a conta bancária e as dívidas.

Tudo começa pela identificação do tamanho do problema. É perfeitamente natural e compreensível que, a pessoa sabendo que está muito endividada pare de olhar a conta bancária e as dívidas.

Com isso, acaba perdendo a noção de quanto realmente está devendo. Em especial se a pessoa deve para muitas pessoas.

Mas só é possível quitar aquilo que você sabe que está devendo. Por isso mesmo, o primeiro passo é fazer uma lista de todas as suas dívidas atuais. Você conseguirá identificar para quem deve, quanto e qual é a taxa de juros atual.

Saber a taxa de juros é fundamental para que você consiga negociar esse valor para facilitar o pagamento de todas as suas dívidas.

Quando são muitas, vale a pena ter o cuidado de pagar uma por vez. Renegociando todas ao mesmo tempo você pode gerar boletos que no longo prazo não vai conseguir pagar.

Faça uma análise criteriosa de sua vida financeira atual antes de começar a ligar para renegociar dívidas e pagar o que precisa.

2.     Saiba quanto você ganha e como gasta

Agora que já sabe quanto deve, é hora de saber exatamente quanto está ganhando e como está gastando esse valor, bem como se relembrar daquela regrinha básica que comentei anteriormente, lá no começo deste texto.

Faça uma lista com base em suas lembranças e nos movimentos de débito e crédito detalhando tudo que ganhou e tudo que gastou no último mês.

Na sequência, grife aqueles gastos que são repetidos todos os meses, como a conta de luz e água.

Você vai perceber que parte de seu salário está sendo desperdiçado com supérfluos que podiam ser eliminados do orçamento, como aquele barzinho com os amigos que sequer foi tão divertido para valer a pena.

De olho na lista dos gastos desnecessários, corte todos os custos que você já sabe que não valem a pena, que não estejam alinhados aos seus objetivos. Se é algo que não faz diferença, gerando impacto positivo em sua vida, não vale a pena mantê-lo sobretudo quando possui uma situação financeira delicada com muitas dívidas para pagar.

3.     Renegocie seus custos fixos

Percebeu que todos os meses você paga dois pacotes de streaming de filmes e sequer assiste os dois?

Determinados serviços ou produtos que você possui hoje são mesmo de natureza tipo must to have (necessidade) ou “nice to have” (conveniência/capricho/luxo)?

Na sua lista consta o pagamento de Internet para casa e ainda um plano caro de celular?

Observou que a conta de energia está muito alta? Tudo isso pode ser reduzido! E dessa forma, você possivelmente terá uma quantia sobrando para te ajudar a quitar as suas dívidas.

É importante eliminar todos os gastos que não trazem benefícios diretos para a sua vida e que podem ser reduzidos. Acredite, 10 reais por mês a menos na sua conta de luz são 120 reais ao ano de economia.

E por isso mesmo, é tão importante balancear seus gastos para que seja possível reduzir o desperdício e realocar o dinheiro para quitar o que está devendo.

Muitas pessoas não sabem como renegociar os custos, sentem vergonha ou preguiça de ligar para substituir o plano de internet por um mais barato e acabam se mantendo endividadas. Muitas vezes, motivadas simplesmente pelo interesse de manter as aparências ou por uma gratificação imediata.

Não cometa esse erro! Até mesmo no supermercado é possível economizar eliminando alguns supérfluos. Você pode passar a comprar alimentos (não-preparados) e prepará-los em casa para não precisar pedir comida fora e gastar o dobro do valor que seria usado fazendo a mesma comida em casa.

Perceba que, é preciso fazer ajustes para que seja possível pagar o que deve sem necessariamente aumentar seu orçamento mensal.

Mesmo que esteja disposto a trabalhar mais, fazer hora extra e ganhar mais, é importante perceber que, você poderá usar o dinheiro que ganhou a mais e o que economizou para quitar as dívidas mais rápido.

Por isso, renegociar seus custos é sim um passo indispensável em relação aos seus cuidados financeiros para que consiga limpar seu nome e sair das dívidas.

4.     Comece a pagar a dívida com juros mais altos

Agora que você já sabe como reduzir seus custos para sobrar dinheiro, é hora de juntar tudo que fez sobrar no último mês e ligar para a empresa onde sua dívida tem a maior taxa de juros.

A empresa tem total interesse em receber. Por isso, se você tem qualquer dinheiro para dar entrada no pagamento, ligue!

É hora de gastar toda a sua paciência e educação negociando amigavelmente para que consiga reduzir a taxa de juros e encontrar uma forma de pagar o valor que está devendo que caiba em seu orçamento.

É útil até mesmo identificar a taxa de juros se é possível pegar um crédito em outra empresa com juros mais baixos, quitar a dívida e pagar um empréstimo com custo total mais baixo. Dessa forma, você consegue reduzir o valor total da dívida e ter paz pagando uma mensalidade que cabe em seu novo orçamento.

Sempre olhe para suas dívidas com bastante estratégia, para que você seja assertivo na hora de escolher o que pagar e como negociar.

As dívidas com juros mais altos são aquelas que exigem mais tempo e dedicação da sua parte. Sendo ideal ligar com toda paciência para negociar a dívida.

Lembre-se que não é só você que se beneficia. Além de você querer limpar seu nome, a empresa deseja receber. Por isso, você está em boas condições para negociar tudo que deve.

Siga a lógica de ir pagando dívida por dívida até que você consiga quitar todas pagando primeiro as que têm juros mais altos.

Se você consegue acomodar uma dívida em seu orçamento após renegociar e ainda sobra algum dinheiro, junte para que consiga dar um valor inicial mais alto para quitar a próxima dívida renegociando. Se você acumula R$1000 e tem uma dívida para quitar, consegue ligar para a empresa, renegociar os juros e pagar essa entrada mais alta ou até mesmo quitar toda a dívida de uma só vez com a renegociação. Diferentemente de quem tem só R$50 e querer quitar o que deve.

5.     Faça renda extra na sua hora livre

Um truque importante para pagar as dívidas mais rápido é fazer uma renda extra. Você pode passear com os animais de estimação dos vizinhos, fazer um bico em algum barzinho ou até mesmo pegar um “freela” online.

O segredo é se comprometer com algo que te ajude a quitar as prestações mais rápido, evitando que você fique devendo por muito mais tempo. Afinal, ter o nome sujo é terrível e ninguém dorme bem devendo.

Por isso mesmo, observar quais são as suas habilidades e aproveitar o tempo livre para fazer renda extra é muito útil.

Você pode até mesmo alugar ou vender aqueles itens que ficam parados em sua casa gerando mofo sem qualquer utilização.

Roupas de festa, ferramentas e uma série de itens que são pouco usados, mas que não gostaria de se desfazer podem ser alugados online.

Dessa forma, eles são usados pelas pessoas que realmente precisam dos itens e ainda gera alguma renda mensal para você sem muito trabalho envolvido no processo.

Crie bons hábitos para não mais se endividar

É importante perceber que, além de seguir todos os passos citados para que você consiga se livrar das dívidas de forma definitiva, é necessário criar novos hábitos em relação ao dinheiro.

Olhe mais atentamente para seu armário antes de comprar roupas novas. Verifique se você tem itens que não gosta mais e estão em bom estado para que possa trocar em brechós.

Tire da sua rotina tudo aquilo que não é bem aproveitado e pare de cometer excessos com o uso do cartão de crédito.

Se você tem inúmeros cartões, elimine alguns. Preferencialmente aqueles que possuem as taxas de anuidade mais altas.

Justamente para que você consiga ter bons resultados na administração de seu dinheiro. Afinal, quanto mais cartões você usa, mais fácil é perder o controle sobre suas finanças. Aproveite as dicas para sair das dívidas de forma definitiva.

E então? Este artigo foi útil para você? Não deixe de comentar com a gente o que achou, bem como não esqueça de também compartilhar com os seus amigos e familiares!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Cadastre-se para receber em primeira mão todos os nossos novos artigos e atualizações:

E de brinde, receba gratuitamente o valioso guia “7 Estratégias Incríveis de Crescimento para Transformar Positivamente a Sua Vida”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Receba gratuitamente o valioso guia “7 Estratégias Incríveis de Crescimento para Transformar Positivamente a Sua Vida".

Cadastre-se para receber nossas novidades e Pegue Já o Seu!

É grátis e seus dados estão seguros. Não fazemos spam!

Autor

Werllënn Almeida é fundador e editor do blog Valor Que Conta, além de ser contador especialista em gerenciamento contábil pela UFBA . A partir deste blog, escreve e compartilha conteúdos de alto valor, voltados ao desenvolvimento pessoal e profissional.

Posts recentes:

Eu gosto muito de ouvir os leitores, inclusive se você tiver um comentário ou sugestão sobre o nosso blog ou newsletter.

A melhor maneira de entrar em contato comigo é partir do uso do formulário a seguir ou por meio do email:

Verifique seu e-mail!

Favor checar o seu e-mail para confirmar a sua inscrição.

Caso não tenha recebido o e-mail, verifique a caixa de spam ou promoções.